Página Inicial Notícia

ESPORTE 13/09/2021 O futuro nas raias: conheça Heloisa, a nadadora mirim de Franco da Rocha que treina no Comitê Paralímpico Brasileiro

O futuro nas raias: conheça Heloisa, a nadadora mirim de Franco da Rocha que treina no Comitê Paralímpico Brasileiro

Histórias inspirados sempre fizeram parte de Franco da Rocha, sejam elas antigas ou mais recentes, sempre estão por aí acrescentando, e muito, à bagagem da cidade. E no clima de Jogos Paralimpícos de Tóquio, encerrado no começo deste mês de setembro, vamos contar uma história que teve início lá em 26 de maio de 2009.

Nesta data, a franco-rochense Heloísa Lopes, ainda na barriga da mãe Karen Lopes, mostrava seu instinto de superação já na hora de chegar ao mundo. No momento do parto, para auxiliar no nascimento de Heloisa, a equipe médica optou pelo uso do fórceps obstétrico. Com isso, Heloísa acabou tendo complicações pelo uso do instrumento, que causou uma Paralisia Braquial de Origem Obstétrica (PBO), complicação onde o recém-nascido que precisou de uma tração cervical e/ou braquial durante o nascimento, sofre um estiramento excessivo sobre o plexo braquial (estrutura nervosa na região do pescoço e ombro) e, consequentemente, uma lesão nervosa.

Com a sequela no braço direito, Heloisa iniciou o processo de fisioterapia ainda bebê. Os anos passaram e o processo de reabilitação começou a cansar Heloisa, que logo pediu outro caminho à sua mãe para seguir com o tratamento. Foi quando seu fisioterapeuta indicou a natação e o amor pela modalidade foi à primeira vista.


Heloisa começou a nadar apenas com o único objetivo de melhorar sua recuperação, mas os bons números nos treinamentos na piscina do Centro Social Urbano (CSU) de Franco da Rocha começaram a aparecer em 2019. Helô foi então selecionada para realizar treinamentos no Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), ficando em primeiro lugar em sua primeira competição e colecionando outros bons resultados.

“A Helô é a superação em pessoa. Ela me mostrou que nada é impossível. Na verdade não mostrou só para mim, mas para todos que a rodeiam. Ela é única, seja como filha, atleta ou pessoa e eu tenho muito orgulho disso. Espero que a história dela incentive outras pessoas a acreditarem em seus sonhos e não desistiram do que almejarem para a vida”, conta Karen, a mãe orgulhosa.


Em 2021, Helô respeitou as paralisações nos treinamentos devido à pandemia, mas treinou duro, mesmo em casa. Com a volta da rotina de treinos, a atleta seguiu nadando em alto rendimento e agora terá outro desafio nos próximos meses.

Heloisa passará por avaliações para ingressar ao nível intermediário no CPB, que renderá uma carga maior de treinamentos e a classificará como atleta com potencial em sua modalidade recebendo cuidados com nutricionista, psicólogo e outros profissionais que estarão trabalhando para aumentar ainda mais o nível da atleta.

“Eu nasci para fazer isso e tenho muito orgulho de onde consegui chegar. Espero que mais pessoas, assim como eu, não se deixem abalar pelos desafios que a vida coloca em nosso caminho. Nós podemos tudo e as conquistas chegam sem a gente perceber se fizermos nossa missão com amor e determinação”, ressaltou.

Por fim, a atleta deixou um recado para aqueles que também possuem alguma deficiência e sofrem com preconceitos. “Você não precisa dar ouvidos a essas pessoas, o que elas dizem não serve de nada. Só acredite em você e nas coisas boas que sua família e amigos falam para você. Assim podemos conquistar o que quisermos”.

Texto e foto: Jorge Henrique Ramos