Página Inicial Notícia

ASSISTÊNCIA SOCIAL 08/05/2017 Encontro garante novas parcerias para fortalecer a Economia Solidária

Encontro garante novas parcerias para fortalecer a Economia Solidária

O Centro Solidário de Capacitação e Qualificação Profissional de Franco da Rocha recebeu na manhã de segunda (08), pela primeira vez, a visita de um grupo de empresários estabelecidos no município.

Além disso, o encontro também contou com a participação da primeira-dama da cidade de São Roque, Maria José, que veio conhecer o trabalho realizado na cidade.

O evento foi organizado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, representada pela secretária Ana Maria Ribeiro e o Fundo Social de Solidariedade. A primeira-dama e presidente do fundo Paula Barreto, foi a responsável por apresentar as ações desenvolvidas pelos órgãos em Franco da Rocha.

Um dos objetivos da ação foi conquistar novos parceiros e solidificar parcerias já estabelecidas com empreendedores na cidade, apresentando o programa de Economia Solidária e também a Incubadora Municipal, principais responsáveis por ajudar famílias em vulnerabilidade a ter novas oportunidades, em especial no mercado de trabalho.

Ao final do evento, os convidados puderam desfrutar de um café especial, realizado pelo grupo Delícias Caseiras, que faz parte do projeto da Economia Solidária de Franco da Rocha.

O encontro

Durante a apresentação do trabalho realizado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social e o Fundo Social de Solidariedade, Paula Barreto destacou a mudança na forma de agir, deixando de lado somente o trabalho de assistencialismo que sempre foi a marca do Fundo Social, para o investimento em cursos profissionalizantes.

Para se ter uma ideia dos avanços conquistados nos últimos quatro anos, em 2012, o município contava apenas com uma formação profissional (corte e costura), em 2016, o número de oficinas chegou a sete e formando ao todo 732 franco-rochenses. “Quando a gente chegou, havia um curso de costura que tinha formado 60 meninas em oito anos, em quatro anos nós já conseguimos formar mais de 700 pessoas. Agora esperamos, de uma maneira bem transparente, fazer novas parcerias para que possamos dar continuidade nesses cursos realizados no Centro Solidário”, afirmou durante a explanação sobre o trabalho realizado.

Paula também ressaltou a importância de realizar encontros desse tipo com a sociedade. “Eu faço questão de conversar com os setores da sociedade, pois esse é o papel do Fundo Social. A gente não coloca ninguém em situação de vítima, entendemos que a pessoa está naquela situação por causa de uma fase, que ela precisa de uma chance e dentro dessa chance ela ver onde melhor se encaixa. E a função do Fundo é essa, mobilizar a sociedade em prol de quem se encontra nessa situação de vulnerabilidade”, finalizou.

Após a apresentação, os visitantes, entre eles representantes da Plie Confecções, ETEC Dr. Emílio Hernandez Aguilar, Acerta Educação LTDA, Núcleo de Dança Mariana Santos, CNA Escola de Idiomas, Buffet Mamma Moreno, Instituto Embelleze, RRM e Lojas Renner conferiram as instalações do Centro Solidário de Capacitação e Qualificação Profissional.

Parcerias estabelecidas e novas firmadas

Além de servir para fortalecer ainda mais as parcerias já estabelecidas, como é o caso do Núcleo de Dança Mariana Santos, Instituto Embelleze que são antigas colaboradoras da prefeitura, o encontro também abriu novas portas, com empresas dispostas a ajudar ainda mais.

Luiz Andrés, representando a RRM, anunciou uma parceria entre a prefeitura, a RRM e a Renner para montar uma oficina de formação no município. “Faz cinco meses que nós nos instalamos em Franco da Rocha, fomos bem recepcionados, muito bem acolhidos, então a gente quer fazer uma contrapartida para montar uma escola de costura aqui”, afirmou. Andrés ainda aproveitou para explicar como vai funcionar a formação. “A Renner vai disponibilizar a professora e a gente vai custear o curso, aviamentos que possa vir a ser usado. Esse curso deve estar rodando no máximo em junho. Nosso intuito também é para colocar esse pessoal formado aqui na cidade para estar trabalhando o mais rápido possível”, finalizou.

A ETEC também se mostrou disposta a auxiliar. “Como a ETEC é uma escola aqui na cidade, nós temos algumas parcerias com a prefeitura para fomentar o empreendedorismo e auxiliar em alguns setores onde têm pessoas em situação de vulnerabilidade. Possuímos uma feira na escola, onde os alunos demonstram o que eles podem fazer no campo do empreendedorismo, onde ele pega o que aprende na escola e monta uma empresa que é divulgada nesse espaço. E agora, com o projeto da Assistência Social, podemos fazer um trabalho conjunto divulgando a Economia Solidária na feira da escola”, afirmou Marcelo de Oliveira, diretor da unidade.

(Texto e foto: Thiago Lins)