Página Inicial Notícia

EMPREENDEDORISMO 11/05/2017 Caravana do Microempreendedor desembarca em Franco

Caravana do Microempreendedor desembarca em Franco

Mais um evento do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) foi realizado no município, na quinta-feira (11). A ação aconteceu graças a uma parceria entre o órgão, o SEBRAR Aqui e a prefeitura, por meio da Secretaria de Governo. Veja fotos da ação

A Caravana do MEI (Microempreendedor Individual), ficou das 09h às 17h, instalada na Rua Dona Amália Sestini, próximo à Igreja Matriz, realizando diversos serviços para os munícipes de Franco da Rocha e de toda a região que já são pequenos e microempreendedores ou também para aquelas pessoas que têm interesse em montar um negócio.

Analista Sênior do SEBRAE, Fernando Queiroz explicou um pouco do que foi prestado no município. “Aqui nós estamos disponibilizando atendimentos para quem já tem o MEI, para quem quer se tornar, além também de fazer a declaração anual, impressão do boleto DAS, alteração dos dados e baixa da empresa. Também estamos orientando sobre legislação, marketing, administração, finanças e empreendedorismo”, afirmou.

As três vans estacionadas no local contaram com um total de cinco atendentes. O evento atingiu um número expressivo de munícipes que se cadastraram no MEI ou tiraram as dúvidas a respeito de como se tornar um empreendedor. Somente nas duas primeiras horas da Caravana, mais de 60 pessoas, entre atendimentos ou informações, passaram pela tenda. “Essa ação, como todas as outras realizadas pelo SEBRAE e a prefeitura, oferece oportunidade para muita gente que está sem emprego formal. Com as informações obtidas aqui, pode ser a oportunidade de se tornar um microempreendedor e conseguir uma nova fonte de renda”, afirmou Natasha Coelho, coordenadora de atendimento da Diretoria de Desenvolvimento Econômico de Franco.

Quem passou pelo espaço também aprovou o evento. Morador do Lago Azul, Kaique Soares, de 23 anos, aproveitou para tirar dúvidas. “É importante que isso aconteça na cidade. Às vezes as pessoas não têm conhecimento e por isso se afasta dos negócios. Eu trabalho com vendas, então aproveitei para ver os cursos oferecidos, me inscrevi e eles vão me retornar para fazer a formação”, afirmou.

Integrantes da Economia Solidária se inscrevem no MEI

Durante a passagem da Caravana do MEI pela cidade, três membros da Economia Solidária de Franco da Rocha, aproveitaram a chance para dar mais um passo em busca da autonomia financeira e realizaram o seu cadastro no sistema de microempreendedor individual.

Todos eles possuem uma história parecida, com a falta de oportunidade no mercado de trabalho ingressaram no curso de padaria artesanal, oferecido pelo Fundo Social de Solidariedade e começaram a mudar de vida.

Daiane dos Santos, de 34 anos, moradora do Jardim Bandeirantes faz parte do Grupo Delícias Caseiras e conta um pouco de sua caminhada. “Eu comecei o curso de panificação no final de 2015 e aí a prefeitura chamou quem quisesse para participar da Incubadora. Nos deram curso de gestão de negócios e viram quem tinha interesse em abrir o seu comércio. Recebemos todo suporte para fabricar os produtos no Centro Solidário e poder comercializar. Aí hoje nós viemos nos cadastrar no MEI para seguir adiante, tocando o projeto com o pessoal do Delícias Caseiras. A Sexta Italiana está bombando, depois que o prefeito foi lá, gravou um vídeo com a gente ajudando a divulgar, esse suporte que recebemos da prefeitura é maravilhoso”, explicou.

Márcia Freitas, de 26 anos, moradora do Jardim Bandeirantes é parceira de Daiane no Delícias Caseiras e também conta um pouco de sua trajetória. “Tudo isso começou graças ao curso. Na época eu estava desempregada, meu marido tinha acabado de ser mandado embora da firma e eu comecei a fazer o curso com a professora Simone. Ao longo dele comecei a comercializar os pães e isso se tornou nossa fonte de renda, comigo e meu esposo vendendo. Por meio disso, conheci o projeto da Incubadora e agora vou me formalizar aqui no MEI, para ficar tudo certinho. Se não fosse todo esse suporte que recebemos até agora pela prefeitura, com apoio do pessoal da Assistência e do Fundo Social, não tem nem o que falar, eles nos ajudam muito”, finalizou.

Também morador do Jardim Bandeirantes e integrante do Grupo Delícias Caseiras, Maruasam Santos, de 37 anos, também iniciou a caminhada nas oficinas do Fundo Social. “Eu vim fazer um laboratório de panificação na prefeitura em 2016, como eu sou ex-recluso não conseguia colocação no mercado do trabalho e o curso abriu muitas portas para mim. Hoje já tenho um ponto comercial em Morato, com uma lanchonete e estou inserido no projeto da Economia Solidária, da padaria artesanal que tem ajudado ainda mais. Agora eu consegui me formalizar no MEI para dar segmento nos projetos que vem aparecendo para a gente. O pessoal do Centro Solidário nos dá todo suporte, a Comunicação tem ajudado muito, criou-se agora uma coisa bacana, com a Sexta Italiana, onde vendemos pizza e está dando uma grande repercussão. Tem tanta coisa acontecendo que eu estou vendo com meu sócio para ele tocar a lanchonete sozinho, e eu me envolver de vez no projeto em Franco, com um ponto no Bandeirantes, já que nossos pães e pizzas estão indo muito bem, a tendência agora é continuar crescendo”, finalizou.

(Texto e foto: Thiago Lins)