Página Inicial Notícia

GESTÃO PÚBLICA 15/08/2017 Frente de trabalho: Bolsistas contam sua história

Frente de trabalho: Bolsistas contam sua história

Desde o primeiro chamamento dos aprovados no programa da Frente de Trabalho, no dia 23 de junho, 145 munícipes franco-rochenses foram contratados e desenvolvem seu serviço nos mais diversos setores da prefeitura.

Entre esse contingente de novos trabalhadores está Larissa de Souza Althman, de 28 anos, moradora do Jardim Progresso, que desde o início de julho tem um trabalho e uma fonte de renda para cuidar da casa, onde mora com o marido Ademir e seus quatro filhos.

A franco-rochense ficou sabendo do programa graças a sua mãe que viu o edital na internet e avisou a filha. “Eu consegui me inscrever no último dia. Cheguei lá às 16h, estava com meus quatro filhos e consegui participar”, explica.

Apesar da inscrição, Larissa não acreditava muito na possibilidade de conquistar uma das vagas oferecidas pela prefeitura. “Não achava que seria chamada. Meu marido até brincou perguntando se eu achava mesmo que conseguiria um trabalho tendo quatro filhos”, relembra.

Entretanto, para sua surpresa e felicidade, no dia 28 de junho a moradora do Jardim Progresso foi convocada. “Fiquei muito feliz, no mesmo dia eu fui na prefeitura para saber quais documentos eu precisava levar”, explica.

A aprovação no processo e o início no trabalho também serviram para tirar um receio de Larissa. “Eu tinha medo de não conseguir a vaga. Imaginei que seriam escolhidos os amigos de quem já é da prefeitura, como eu não conheço ninguém, achei que ficaria de fora. Agora que estou aqui sei de verdade que a seleção foi feita com bastante seriedade”, afirmou.

Atuação na prefeitura

Locada na Casa do Servidor, Larissa é a responsável por fazer a limpeza no local e afirma que o relacionamento com os colegas é bastante positivo. “A relação é muito boa, todo mundo me trata muito bem e estou feliz por trabalhar aqui”.

Indo para o segundo mês de trabalho, a franco-rochense relembra o que fez com o primeiro pagamento recebido. “Eu guardei um pouco do dinheiro, comprei tintas e pintei minha casa. Minha avó me ajudou a parcelar uma máquina de lavar. Antes de trabalhar eu só tinha dois pratos em casa, agora, devagarzinho, vou conquistando minhas coisinhas”, finaliza.

Análise do perfil de candidato indica o melhor lugar para trabalhar

Antes das contratações, um processo criterioso de análise social dos bolsistas foi realizado pela prefeitura, para garantir melhores condições de trabalho para o empregado. “A gente vê o perfil de cada um deles, onde já trabalhou para alocar dessa maneira. Assim, ajudamos o munícipe e ele também auxilia a administração, exercendo uma função que já fez no passado”, afirma Rosângela Vicakas, diretora de Gestão de Pessoas.

As funções que foram disponibilizadas na Frente de Trabalho são para o setor de limpeza, merenda, jardinagem e obras. Os candidatos aprovados e que ainda não foram convocados devem aguardar o próximo chamamento da prefeitura.

(Texto e foto: Thiago Lins)