Página Inicial Notícia

EDUCAÇÃO 04/09/2017 1º Colóquio debate questão literária e diverte crianças no Centro de Vivência em Múltiplas Linguagens

1º Colóquio debate questão literária e diverte crianças no Centro de Vivência em Múltiplas Linguagens

O último sábado (2) foi de muita conversa, leitura e aprendizado para as mais de 100 pessoas que participaram do 1º Colóquio Linguagens na Educação, “O lugar da literatura na educação escolar”, realizado no prédio da Secretaria da Educação. Veja fotos da primeira parte do encontro

A atividade proposta contou com conversas temáticas, organizadas em salas separadas, entre os integrantes do Grupo de Pesquisa Linguagens na Educação, da USP e os profissionais de diferentes redes de ensino. A realização do evento foi uma parceria da Secretaria da Educação, particularmente da Diretoria de Gestão da Política Pedagógica com o grupo de pesquisa.

Dando início ao encontro, a Secretária da Educação, Renata Celeguim enalteceu o fato de ter a casa cheia em pleno sábado e falou sobre o espaço na secretaria. “Ele vai se consolidando como um lugar de conversa, diálogo, troca de experiências e, principalmente, como um espaço de informação”.

Durante a atividade, Renata ressaltou a importância da parceria firmada com o grupo fundado e coordenado pelas professores-doutouras, Neide Luzia de Rezende e Gabriela Rodella, e refletiu sobre a escrita. “Temos a escola como principal espaço de conhecimento da escrita. O homem inventou a escrita e quando ele inventa a escrita ele não para mais de inventar, pois ela possibilita a comunicação e ampliação de conhecimento sem fim”.


Sobre a educação na atualidade, a Secretária afirmou que existem problemas de formação, como quando as pessoas que não gostam de ler, de escrever, que deveria ser um prazer segundo ela. “Aqui temos pessoas que estão buscando mais informações para incentivar mais escrita, mais literatura e mais conhecimento para as nossas crianças e jovens”.

Logo depois da abertura, as pessoas foram divididas em grupos, que abordaram diversos temas como Questões de Leitura, Questões de Escrita, Tratamento da linguagem literária e o Espaço do Livro na cultura infantojuvenil. A atividade também serviu para que seja repensado a forma como a literatura é ensinada nas unidades escolares.

Oficinas
A diversão foi garantida e as crianças tomaram conta do Centro de Vivência em Múltiplas Linguagens Raimunda Assunção dos Santos com muita alegria. A atividade também contou com a participação de alguns pais de alunos. No começo, um vídeo foi apresentado, mostrando os trabalhos desenvolvidos pelos pequenos que fazem parte do programa Mais Educação. Confira como foi o segundo tempo da atividade

Um pouco depois, as crianças da EMEB Padre Egydio José Porto fizeram uma apresentação cultural aos presentes, que contou com muita dança e até a participação do Boi-Bumbá, tradicional no folclore brasileiro.

Ainda no período da tarde foram realizadas atividades culturais, nas várias salas do Centro de Vivência, que se tornavam como se fossem mundos diferentes, onde cada uma tinha uma oficina para as crianças que participaram livremente. A primeira era uma Roda de contação de história, também teve painéis da poesia, depois Outras leituras & Outras escritas, além da oficina que ensinou a construir uma boneca chamada Abayomi, criada para crianças, jovens e adultos na época da escravidão.

Ao final, todos foram para o jardim, na parte externa do centro de vivência e, fazendo uma conexão com a época que a cidade foi fundada e as pessoas se reuniam para se divertir no espaço do Juquery, se sentaram no chão para um piquenique.

(Texto e foto: Ewerton Geniseli)