Página Inicial Notícia

DESENVOLVIMENTO SOCIAL 29/09/2017 Às vésperas do Casamento Comunitário, o Centro Solidário oferece Dia da Noiva

Às vésperas do Casamento Comunitário, o Centro Solidário oferece Dia da Noiva

A prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, ofereceu no Centro Solidário de Capacitação e Qualificação Profissional, na sexta-feira (29) e no sábado (30), o Dia da Noiva. Em parceria com as empresas Majo Stick e Instituto Embelleze, o objetivo da ação era de oferecer às noivas da 12ª edição do casamento comunitário, massagem, unha, cabelo, maquiagem e até vestido para àquelas que não puderam comprar ou alugar um modelo para o grande dia. Veja fotos dos preparativos

Durante a semana que antecedeu o casamento, a equipe do Centro Solidário entrou em contato com todas as noivas para elas agendarem seus horários e participarem do Dia da Noiva. Cristiane de Falco, educadora no local, explicou que esses cuidados só puderam ser oferecidos com a ajuda das profissionais que participaram da oficina e da Incubadora Municipal de Economia Solidaria, na área de beleza, que acontece no Centro.

“Nos oferecemos os cursos profissionalizantes gratuitamente, as alunas se formam e pegam o certificado. Algumas delas nós convidamos para participar da nossa incubadora, que é um programa onde elas podem permanecerem por até dois anos sob nossos cuidados. Com espaço de trabalho e os equipamentos disponibilizados por nós aqui do Centro Solidário para trabalharem”, ressaltou Cristiane.

A educadora explicou que é uma relação de assistência e de troca. “Elas não pagam pelo curso e depois, àquelas que quiserem, se voluntariam para o Dia da Noiva”, concluiu.

Às vésperas do “sim”

Na sexta-feira, as noivas fizeram as unhas. No sábado, foi o dia da massagem e também de arrumar os cabelos para uma data tão especial. Com horários agendados, elas compartilhavam do mesmo sentimento: ansiedade. As histórias iam de românticas às de superação e o clima era de alegria e satisfação, tanto das noivas quanto das profissionais do Centro Solidário.

Moradora do Jardim União, Claudeane Araujo dos Santos de 23 anos, noiva do Rafael Araujo Barbosa, contou que não esperava pelos cuidados que estava recebendo. “Eu não conhecia o Centro Solidário, só fiquei sabendo depois que eu me inscrevi para o casamento, mas tive essa surpresa. Eu achei que ia só assinar os papéis e pronto, mas eles me ajudaram também com o vestido. Eu estou feliz, ansiosa e nervosa ao mesmo tempo”, confessou, emocionada, enquanto fazia as unhas das mãos.

Noiva do Diogo Gonzaga Rodrigues, Larissa Juliê Arrojo tem 33 anos e mora no Jardim Luciana, ela transbordava ansiedade e animação. Fez o próprio buquê, ganhou o sapato do chefe, e do Centro Solidário o vestido, a unha, o cabelo, a massagem e a maquiagem.

Larissa teve recentemente um câncer que fez com que ela ficasse desempregada. Logo depois ela conheceu seu futuro marido e isso mudou sua vida. “A gente queria casar, mas não tínhamos condições. Quando eu soube do casamento comunitário comecei a preparar as coisas pra gente conseguir casar nesta edição. Eu não estou aguentando de tanta ansiedade, eu ia improvisar se não tivesse acontecido o Dia da Noiva”, afirmou.

Quase um filme, a história de Luana Pereira Borges de 21 anos, emociona. Ela conhece seu noivo, Douglas Nascimento Silva de 23 anos, desde os nove. Depois de seis anos afastados, morando longe um do outro, eles se reencontraram. Hoje, pais do Enzo Lucas Borges da Silva e da Milena Borges da Silva, eles decidiram oficializar a união. Saiba mais sobre o Casamento Comunitário


(Texto e foto: Karen Moraes)