Página Inicial Notícia

GABINETE 16/04/2018 Franco-rochense conquista medalha no Campeonato Brasileiro de Veteranos e Kata representando São Paulo

Franco-rochense conquista medalha no Campeonato Brasileiro de Veteranos e Kata representando São Paulo

Mais de 700 atletas participaram do Campeonato Brasileiro de Veteranos e Kata em busca de subir ao pódio para receber a medalha. Entre eles estava a atleta franco-rochense Ana Lúcia Alvim, (primeira mulher à esquerda na foto) que disputou o torneio realizado nos dias 6 e 7 deste mês em Fortaleza, pela Federação Cearense de Judô (FECJU).

A mulher que faz parte da Associação Foriato de Judô há 10 anos, é faixa preta na modalidade. Pela competição, realizou cinco lutas na categoria meio pesado, com muita garra e habilidade conquistando o segundo lugar, após disputar com uma campeã mundial.

No campeonato, Ana Lúcia estava acompanhada de outros três integrantes da associação, Robson Foriato, Luciana Carneiro e José Carlos, que representaram Francisco Morato. Todos voltaram para casa com a medalha no pescoço.

Junto com os outros integrantes da associação, Ana pôde compartilhar apresentar a conquista ao prefeito de Franco da Rocha Kiko Celeguim e também para o Secretário de Governo, Eduardo Bueno.


Ao falar sobre o sentimento de participar das competições, Ana se emocionou. “É indescritível e incalculável o que sinto antes e depois da luta”.

Grande parte dos membros da associação fizeram sua matrícula após levar os filhos para a prática das aulas. Com a Luciana e Ana a história se repete. “Meus dois mais velhos treinam, eu vim acompanhá-los na aula, experimentei e nunca mais sai. O melhor de tudo isso é que agora a família inteira luta”, comentou Ana.

Mulheres no tatame

Derrubando qualquer preconceito de sexo frágil, as mulheres lutam com muita determinação nos treinamentos, mostram o seu melhor em cima do tatame e são recebidas com muito respeito. “Antes era um esporte para homens, mas hoje vemos muitas mulheres na luta, que é totalmente igualitária. Nos dividimos entre as tarefas de casa, trabalho, dedicação como mãe, tempo para treinar e até mesmo pro campeonato. Uma carga pesada, mas que vale a pena e que é reconhecida pelo respeito dos homens”.

Motivo de orgulho na família

José Carlos treina há mais de oito anos e já conquistou a faixa preta, ele se emociona não só pela colocação conquistada, mas pelo carinho que recebe em casa. “Eu pensava que qualquer lugar que eu ficasse já era ótimo, e eu cheguei em terceiro. É muito gratificante saber que existem pessoas que se espelham no que eu estou fazendo. O mais incrível, para mim, é ver o meu neto dizendo vô você é meu herói”, falou com os olhos brilhando ao lembrar da cena.

O judô, que tem como princípio a disciplina, o respeito e a dedicação, gradua uma faixa a cada ano, que para o grupo de atletas não é só uma mudança de cor, é também a responsabilidade de passar para o próximo todo conhecimento adquirido.

Segundo Luciana, o melhor da participação é perceber o quanto você está evoluindo e poder ensinar aquilo que já aprendeu. “Vejo que a cada dia chegamos mais alto. No grupo a nossa missão é acolher e ajudar, até mesmo quando recebemos um aluno que tenha deficiência física ou hiperativos. Sempre estamos à disposição para fazer eles se sentirem bem”.

Associação

O Foriato de judô é um grupo de 400 pessoas, que treina dentro do Centro Social Urbano (CSU), de Francisco Morato. Lá se consagram muitos Judocas de várias categorias desde criança, jovens até adultos.

Franco da Rocha também conta com aulas de Judô gratuitas. Os interessados devem procurar a Diretoria de Esportes, no Centro Social Urbano (CSU), que fica dentro do Parque Municipal Benedito Bueno de Morais.

(Texto: Gabriella Oliveira – Foto: Orlando Junior)