Página Inicial Notícia

DESENVOLVIMENTO SOCIAL 26/04/2018 CDI de Franco teve ato pela Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa

CDI de Franco teve ato pela Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa

O Centro Dia do Idoso (CDI) de Franco da Rocha realizou na quarta-feira (25), uma ação em comemoração à Lei Federal 13.646, sancionada neste mês e que instituiu 2018 como sendo o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa. Veja fotos da atividade

O evento, que teve palestra e apresentação musical, reuniu além dos 17 integrantes do CDI, outros 70 idosos frequentadores dos quatro Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade.

A coordenadora do CDI, Gislaine Manga, abriu o evento destacando a importância da nova lei. “Nem sempre as pessoas conhecem os direitos do idoso ou mesmo respeitam eles”, comentou.


A assistente social do Centro, Salete Rodrigues de Paiva fez uma breve explanação dos principais direitos previstos no Estatuto do Idoso, em vigor há 15 anos. “Com a sanção desta nova lei, a intenção dos governantes é a de que cada vez mais, os direitos dos idosos sejam garantidos e valorizados”, disse.

Entre esses direitos, Salete destacou o de acesso à saúde, convívio com a família, prioridade no serviço público, cultura, lazer, entre outros.

Durante a palestra, os idosos puderam esclarecer dúvidas com a assistente social, como por exemplo, saber detalhes do BPC, que é o Benefício de Prestação Continuada, previsto na Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS). Esse benefício garante o pagamento mensal de um salário mínimo ao idoso (65 anos em diante) que comprove não ter fonte de renda.

“Quero lembrar que não é necessário contratar profissional para requerer o BPC. Nós, da assistência social, estamos credenciados a fazer esse pedido gratuitamente aos idosos”, explicou Salete.

Música

Sintonia é a palavra certa para descrever a interação entre os integrantes das Andorinhas do Lago Azul e o professor de viola caipira, Fábio Miranda. O grupo, composto por 15 membros, apresentou clássicos da música caipira, como: Estrada da Vida (Milionário e José Rico); As Andorinhas (Trio Parada Dura); Chico Mineiro (Tonico e Tinoco); Menino da Porteira (Sérgio Reis), entre outros grandes sucessos.

O grupo Andorinhas do Lago Azul foi formado no CRAS do bairro, a partir de uma parceria entre as Secretarias de Assistência e Desenvolvimento Social e a de Cultura, Esporte e Lazer. As aulas de viola caipira integram o rol de atividades oferecidas aos frequentadores dos CRAS.

No evento de quarta-feira, participaram idosos das unidades: Monte Verde, Jardim Luciana, Vila Bazu e Lago Azul. Além dos frequentadores, estiveram no CDI servidores municipais representando cada um dos Centros de Referência de Assistência Social de Franco.

“Foi muito gratificante receber todas essas pessoas aqui no CDI para comemorarmos essa nova lei que vem ao encontro dos nossos anseios, que é a valorização do idoso”, finalizou a coordenadora Gislaine.

(Texto e foto: Adriana Carvalho)