Página Inicial Notícia

SAÚDE 08/06/2018 Vacinação contra gripe para grupo prioritário foi prorrogada até 15 de junho

Vacinação contra gripe para grupo prioritário foi prorrogada até 15 de junho

Em Franco da Rocha, apenas 54% das pessoas que devem ser imunizadas, compareceu aos postos de saúde para tomar a vacina. A campanha segue durante a próxima semana e, em 10 Unidades Básicas de Saúde (UBS), o munícipe poderá se imunizar entre 7 e 15 horas. (Confira endereços das unidades ao final desta reportagem)

O Ministério da Saúde (MS) prorrogou a campanha de vacinação contra a Influenza até o dia 15 de junho. A justificativa é a de que a greve dos caminhoneiros atrapalhou os últimos dias do calendário. As metas de imunização não foram atendidas em praticamente todo o país. No Estado de São Paulo, cerca de 7 milhões e cem mil pessoas foram vacinadas, o que representa segundo o MS, 58,3% da população prioritária.

Para 2018, o Ministério da Saúde determinou como prioritária, a população inserida nos seguintes grupos:

- Idosos (a partir de 60 anos);
- Crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias;
- Gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto);
- Trabalhadores da saúde;
- Professores de escolas públicas e privadas;
- Povos indígenas; grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais;
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
- População privada de liberdade e
- Funcionários do sistema prisional.

Em Franco da Rocha, onde 54% da população prioritária se vacinou, apenas o grupo de puérperas cumpriu a meta da campanha. Os idosos também compareceram em bom número aos postos de saúde. No total, foram vacinados 76,84% integrantes do grupo de pessoas com 60 anos ou mais. Nos demais grupos os índices ficaram abaixo de 50%. Veja lista:

Crianças de seis meses e menores de 02 anos: 41,52%
Crianças de dois anos e menores de 05 anos: 38,64%
Trabalhadores da Saúde: 40,97%
Gestantes: 43,02%
Professores: 40,51%

Proteja-se

Para a coordenadora-substituta do Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, Ana Goretti, é imprescindível que as pessoas compareçam aos postos de vacinação. “É muito importante que as pessoas consideradas do grupo-prioritário procurem os postos para se protegerem contra a gripe. A vacina é a medida mais eficaz para evitar a doença e garante proteção às pessoas com mais risco de desenvolverem a forma grave da doença”.

Doença

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, a influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e pode levar à morte. A transmissão acontece por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que, após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. Os sintomas são febre alta, cansaço, nariz entupido e dor no corpo, mas a doença pode evoluir para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Neste caso os sintomas são falta de ar e/ou os seguintes sinais de gravidade: queda do nível de oxigênio no sangue, falta de ar ou desconforto respiratório ou aumento da frequência respiratória, piora nas condições clínicas da gripe. Além da SRAG, a gripe pode avançar para pneumonia e até infarto.

Como evitar?

Há várias formas de evitar a transmissão ou contaminação da Influenza e de outras doenças respiratórias:

- Higienize as mãos frequentemente. Em especial, antes de consumir algum alimento;
- Se tiver os sintomas de gripe, utilize lenço descartável para higiene nasal e cubra nariz e boca quando espirrar ou tossir; 
- Evite colocar as mãos nos olhos, nariz e boca e higienize as mãos após tossir ou espirrar; 
- Objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas não devem ser compartilhados; 
- Evite contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de Influenza e mantenha os ambientes bem ventilados. Também evite aglomerações e ambientes fechados; 
- Tenha hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão constante de líquidos. 

Confira os endereços e telefones das UBSs abaixo:

Atendimento entre 11 e 18 de junho será das 7h às 15 horas

- UBS Parque Vitória - Rua Luiz Coutinho de Abreu, 551 - Parque Vitoria – (11) 4800-7597 

- UBS Parque Lanel - Avenida Sete de Setembro, 1896 - Parque Lanel – (11) 4800-7592 

- UBS Centro - Rua Nelson Rodrigues, s/n – Centro – (11) 4800-1944

- UBS Vila Rosalina - Rua José Nicodemo, 191 - Vila Rosalina – (11) 4800-7599

- UBS Vila Bela - Rua Grécia, s/n - Vila Bela - (11) 4800-7598

- UBS Lago Azul - Avenida Tonico Lenci, 2847 - Lago Azul – (11) 4800-7594

- UBS Jardim Luciana - Avenida Pacaembu, 1610 - Jardim Luciana - (11) 4800-7593

- UBS Jardim Bandeirantes - Rua Job Correia, s/n - Jardim dos Bandeirantes - (11) 4800-1899

- UBS Monte Verde - Estrada da Vargem Grande, 131 - Vila Palmares - (11) 4800-7596

- UBS São Benedito - R. Dr. Armando Pinto, 706 - Companhia Fazenda Belem - (11) 4800-5116

(Texto: Adriana Carvalho - Arte: Divulgação)