Página Inicial Notícia

MOBILIDADE URBANA 18/06/2019 Plano de Mobilidade Urbana é tema de audiência pública realizada pela prefeitura

Plano de Mobilidade Urbana é tema de audiência pública realizada pela prefeitura

O Plano de Mobilidade Urbana (Plamob) de Franco da Rocha foi tema de uma audiência pública realizada na última quarta-feira (5), no prédio da Secretaria da Educação. No encontro estiveram presentes o prefeito Kiko Celeguim, o secretário de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana, Renelis Pedroso, o vereador George, além de representantes da prefeitura, comerciantes e moradores da cidade.

Gerson Bittencourt, técnico responsável pela coordenação do plano de mobilidade da cidade, apresentou as diretrizes que orientarão os investimentos no município pelos próximos dez anos.

Abrindo a audiência, o prefeito falou sobre as metas da política urbana de Franco e sobre importância da participação popular nas decisões estabelecidas a partir do Plamob. “A nossa ideia é dividir as metas da prefeitura com vocês e traçar objetivos para que a política de mobilidade urbana seja mais eficiente, mais humana e participativa, para que todos vocês consigam estar por dentro de todas as decisões, trazendo críticas, sugestões e novas ideias”, afirmou.

Ao longo do ano passado, a prefeitura realizou audiências e consultas públicas, pesquisas de satisfação, estudos de origem e de destino para ouvir a população e elaborar o plano de mobilidade. Todas essas ações aconteceram com base no Plano Diretor da cidade e na Política Nacional de Mobilidade Urbana, que determina que os municípios com população acima de 20 mil habitantes elaborem e apresentem um plano de mobilidade com a intenção de planejar o crescimento das cidades de forma ordenada.


Objetivos

Apresentando oito eixos, 19 programas e 88 propostas, o plano prevê a participação social e a transparência como condições essenciais para a construção e elaboração das políticas de mobilidade em Franco da Rocha.

Entre os objetivos estabelecidos estão a construção de uma cidade mais inclusiva, acessível e sustentável, estabelecendo como prioridade o transporte coletivo sobre o individual, o uso das bicicletas como alternativa tanto para diminuição da poluição, como para redução do uso dos transportes motorizados, a redução dos acidentes e mortes no trânsito e ampliação do uso das redes sociais como instrumento de comunicação e participação popular.

O conjunto das diretrizes do Plamob propõe ainda o desenvolvimento de ações e instrumentos que beneficiem pessoas com baixa mobilidade, adaptando os sistemas de transporte, mobiliário urbano e calçadas aos padrões de acessibilidade, o transporte público de qualidade com conforto e segurança e a integração do transporte municipal com outros modais disponíveis.

Entre os atuais pontos positivos levantados durante as pesquisas, estão o uso do sistema de bilhete eletrônico, que agiliza o embarque dos passageiros, o bicicletário integrado com a CPTM e o monitoramento da frota de ônibus por GPS, como é o caso do aplicativo CittaMobi, que informa a previsão de tempo de chegada dos ônibus em tempo real e indica a horários dos ônibus de todas as linhas em cada ponto de parada.

Opinião da população

As demandas apresentadas pelos munícipes durante as pesquisas feitas pela prefeitura mostraram que os investimentos e modernização do transporte coletivo estão entre os principais pontos a serem melhorados na cidade, seguido da criação de ciclovias, incentivando assim o uso de bicicletas. Além disso, apontamentos como fazer a ampliação dos programas de educação e segurança no trânsito, integração dos ônibus com a CPTM e o cuidado com as calçadas e iluminação pública, para que sejam mais acessíveis seguras.


Ao final da audiência pública, o secretário Renelis Pedroso respondeu perguntas e conversou com comerciantes e munícipes sobre os planos da pasta para o transporte e mobilidade urbana da cidade.

“É importante ressaltar que o trabalho que estamos fazendo aqui seguirá em conjunto com o Plano Diretor de Franco da Rocha. Então, todas as mudanças que serão feitas no viário, nos transportes, inclusive aprovação e construção de novos empreendimentos, especialmente os feitos por empresas privadas, serão avaliados em cima do Plamob, por isso queremos que toda a população participe dessa construção", concluiu.

A documentação reunida está disponível agora para consulta pública, antes de ser transformado em lei. Consulte as abas acima para acessá-los.

(Texto e foto: Luana Nascimento)

Arquivos Anexos Clique na seta para download

Descrição Data Tamanho Baixar
Pesquisa origem x destino - Franco da Rocha 18/06/2019 12.48 MB
Relatório final 18/06/2019 7.58 MB
Metodologia de pesquisa do plano de mobilidade 18/06/2019 187.47 KB
Planilha de gestão e diretrizes 18/06/2019 683.71 KB