Página Inicial Notícia

EDUCAÇÃO 09/07/2019 Pais e alunos se reúnem na EMEB Padre Egydio para mais uma Formatura do Proerd

Pais e alunos se reúnem na EMEB Padre Egydio para mais uma Formatura do Proerd

Na última quinta-feira (4), aconteceu a formatura do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) dos alunos dos 5º anos da EMEB Padre Egydio José Porto.

O evento realizado em uma parceria da prefeitura, por meio da Secretaria da Educação com o 26º Batalhão da Polícia Militar do Estado de São Paulo, contou com mais de 100 pessoas, entre alunos e familiares para prestigiar a conquista dos pequenos.

A celebração contou com homenagens, música e muita emoção por parte dos formandos e professores. Veja fotos do evento.

A cerimônia começou com o público voltado para a bandeira do Brasil cantando o hino nacional. Depois, como parte das atividades feitas pelo programa, foram selecionadas cinco crianças, uma de cada sala, para a premiação da redação com o tema “O que eu aprendi com o Proerd”. A leitura aconteceu com muita emoção por parte dos pequenos, e na sequência aconteceu a distribuição dos diplomas.


Os alunos cantaram duas músicas, ‘Era uma vez’ da cantora Kell Smith e ‘Valeu Amigo’ dos compositores Joaquim Osório e Francisco Manuel, o que fez a escola toda cantar junto e os presentes ficarem emocionados com a criançada.

Ao final da solenidade, os formandos fizeram o juramento de não se envolverem com drogas e com a violência. 

O programa

O Proerd é um programa feito pela Polícia Militar do Estado de São Paulo pensando em prevenir o uso de drogas entre as crianças e adolescentes. A ação ocorre em parceria com a escola e a comunidade tendo o objetivo de levar informação e conscientização.

As aulas são ministradas pelo policial militar e professor, Pedro Sérgio, uma vez por semana, totalizando dez aulas, que são apoiadas pelo livro do estudante. Este é desenvolvido também pela polícia militar como prevenção às drogas, à violência e a valorização da vida. O conteúdo dele é dinâmico e lúdico e são utilizadas brincadeiras, teatro e uma linguagem fácil para chamar atenção dos alunos aos assuntos do dia a dia como bullying, os diferentes tipos de drogas e como elas afetam tanto o corpo quanto o comportamento.

A diretora da escola, Camila Lunardi, contou como as crianças reagiram às aulas. “Os alunos se mostram muito animados. Sempre estão muito envolvidos. O Pedro consegue contagiar as crianças, e realmente fazer com que elas participem e entendam a importância do programa”, concluiu.


(Texto e fotos: Gabriela Saça)