Página Inicial Notícia

ASSISTÊNCIA SOCIAL 23/12/2019 CRAS Vila Bazu prepara festa de noivado surpresa para casal de frequentadores

CRAS Vila Bazu prepara festa de noivado surpresa para casal de frequentadores

A tarde da última quarta-feira (18), iniciou mais feliz para o Sr. José Francisco e Dona Ercília Alves, frequentadores do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Vila Bazu. A prefeitura, por meio, da Secretaria de Assistência Social, realizou uma festa de noivado para o casal durante a confraternização de Natal do grupo de idosos.

Veja fotos do evento.

A celebração começou no período da tarde com muitas delícias, como lanches, docinhos, tortas e refrigerante, e contou com a presença dos familiares e amigos dos noivos. Também, o grupo de idosos frequentadores da unidade, foram convidados especiais, assim, todos aproveitaram a festa com música ao vivo enquanto aguardavam ansiosamente a chegada do casal.

De acordo com Marisa Lima, assistente social e coordenadora do CRAS Vila Bazu, Ercília e José conheceram-se no encontro semanal do grupo de idosos. Com isso, José foi se aproximando da futura noiva, que passou a correspondê-lo. Passado alguns meses, o romance já havia começado.

Depois de muitos sorrisos e conversas, o momento tão esperado chegou. Os noivos ficaram surpresos e emocionados com a preparação da festa de noivado surpresa. Os amigos puderam abraçá-los, desejar votos de felicidades e degustar as delícias preparadas pela equipe de profissionais do CRAS.


Após o brinde com champanhe, o noivo se ajoelhou para pedir a amada em casamento. Emocionado, José se declarou com uma mensagem citada por Marisa: “Quem tem companhia para vida não precisa de mais nada.. É preciso encontrar um ombro para chorar, um coração para amar e uma caminhada para compartilhar. Escolhi você, que Deus nos abençoe e permita-nos enfrentar todas as outras coisas que ainda estão por vir”, disse.


Marisa afirmou ainda que mesmo o CRAS sendo um serviço de convivência, não esperava atingir esse nível na tarefa de unir as pessoas. “A idade não pode ser um empecilho para que eles se relacionem. É nesta fase que devemos ter alguém para rir e chorar, acredito que essa ação seja a porta de entrada para muitas outras”, relatou comovida.

Durante os encontros semanais da unidade, os idosos são acolhidos pela equipe técnica que oferece atividades voltadas à qualidade de vida e envelhecimento saudável, fortalecendo o desenvolvimento da autonomia e das sociabilidades.

Texto e fotos: Heloísa Maia