Página Inicial Notícia

Soy Loco Por Ti Juquery 12/09/2022 Escultura de Elisa Bracher é inaugurada no Complexo Hospitalar Juquery

Escultura de Elisa Bracher é inaugurada no Complexo Hospitalar Juquery

A escultura “Sem Título” da famosa artista Elisa Bracher teve sua inauguração na última quinta-feira, 08, em um encontro super descontraído com crianças, adultos e visitantes dentro do Complexo Hospitalar Juquery, e foi parte da 5ª edição do Festival Soy Loco por Ti Juquery,

A obra foi executada para a 2° edição do Festival de Artes Soy Loco por Ti Juquery, em 2019, porém a sua inauguração oficial foi sendo adiada por conta da pandemia do covid-19.

Ao ar livre e com a presença de alunos e professores da Emeb Cevero de Oliveira de Morais, a inauguração, proporcionou um bate-papo muito divertido entre as crianças e a artista que animadamente, respondeu e explicou todas as questões levantadas sobre sua obra.

O nome da escultura, “Sem Título”, mostra claramente o que a artista propõe em seu trabalho, levando cada pessoa a aflorar sua imaginação e fazer sua própria imersão na obra.

“A escultura deixou de ser minha, agora passou a ser das pessoas. Isso que é o legal de uma obra pública, além de ter esse tamanho, ela está localizada em um lugar em que as pessoas possam se apropriar dela, podem sentar, interagir e estar mais próximo do que uma arte em um museu, por exemplo”, afirmou Elisa.

Em um formato de quadriláteros, a escultura foi montada com aço galvanizado, material que é muito resistente ao tempo com pouca necessidade de manutenção, se encaixando assim, com o objetivo da artista, que além de resistir as condições climáticas e ter alta durabilidade, proporciona a interação e estará sempre ao alcance de todas as pessoas.

A escultura está localizada em frente ao Museu Osório César e próximo da Emeb Roberto Meconi, podendo ser vista e admirada por todos que passarem por lá.


Elisa Bracher

Escultora, gravadora, desenhista e fotógrafa, Elisa especializou-se em gravuras em metal e na criação de obras em grande formato, e já realizou muitas obras pelo Brasil e exterior.

A artista é fundadora e diretora do Instituto Acaia que recebe crianças, jovens e adultos das comunidades de São Paulo para participarem de ateliês de arte, aulas de marcenaria, e outras atividades educativas.

Texto e foto: Amanda Iglesias