Página Inicial Notícia

Cultura 12/09/2022 Soy Loco Por Ti Juquery: festival de arte realiza instalação artística “Nailton: Artista e Cidade” na área externa do Museu de Arte “Osório Cesar”

Soy Loco Por Ti Juquery: festival de arte realiza instalação artística “Nailton: Artista e Cidade” na área externa do Museu de Arte “Osório Cesar”

“Se as mãos pudessem falar, olhar ou degustar, tudo seria diferente. As mãos são transformadoras, com elas se enrolam os brigadeiros, se lavam as roupas e se fazem milhares de coisas. Tem gente que nem tem mão e utiliza o pé para pintar um quadro, por exemplo, e, muitas pessoas que têm mão, não fazem metade disso.”.

Esta frase é de Nailton Silva, artista contemporâneo livre e inspiração para a identidade visual da 5ª edição do festival de artes “Soy Loco Por Ti Juquery” que acontece em Franco da Rocha, no mês de setembro. Neste ano, o evento realizado, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, junto ao grupo artístico Trapézio, expôs as obras do artista, que obtém o seu universo de criação baseado em mãos humanas.

A instalação acontece na área externa do Museu de Arte “Osório Cesar” (MAOC) e iniciou na última sexta-feira (7), denominada: “Nailton: Artista e Cidade”. As obras do artista são formadas por desenhos em papel e esculturas de papelão com fitas adesivas, apresentando uma forma diferenciada de analisar pessoas:
“Nos meus desenhos, eu faço mãos no lugar da cabeça, mãos no lugar dos pés, mãos no lugar do cabelo, eu faço mãos. No dia em que eu quiser desenhar outra coisa, eu desenho. Agora eu acho importante mostrar as mãos”, afirmou Nailton.

Além da exposição de suas coloridas obras, o artista foi representado no fotofilme: “À Muitas Mãos”, editado e dirigido pelo técnico em museologia do MAOC, Elielton Ribeiro. O vídeo, apresentado no museu, inclui fotografias das obras, retratos do artista e diálogos sobre sua arte e sua história de vida.

“Nailton e sua obra dialogam culturalmente com Franco da Rocha, por isso a sua escolha como representante da 5ª edição do festival, disse o Técnico em museologia.

Mas afinal, quem é Nailton Silva?
Nailton Silva Fernandes nasceu em Camacan, na Bahia, e veio morar em Franco da Rocha com a sua família em 2007. O artista que se enquadra como neurodivergente, sempre adorou passear pelo centro da cidade, conhecendo lugares e pessoas. E foi em uma visita ao Centro Cultural que ocorreu o despertar artístico de Nailton, quando se inscreveu na oficina de desenho.

Desde então, frequenta as atividades culturais oferecidas pela Prefeitura e participa ativamente de muitas oficinas, além de marcar presença na assistência social:
“A arte tem poder de cura, todo mundo deveria fazer alguma coisa relacionada à arte. Ela faz muito bem para a mente e acaba com os pensamentos ruins. Eu fiz as minhas obras para que as pessoas pudessem sentir o que quiserem com elas”, disse o artista.

Para a equipe de assistência social, é um prazer conhecer Nailton e desenvolver as atividades junto a ele, eles afirmam também que o artista alegra o ambiente e possui muitos amigos: “É interessante, ele se dedica a tudo que faz e independente de olhares, está sempre fazendo a diferença”, comentou o amigo pessoal e motorista da assistência social, Orlando Prado.

As instalações ficarão abertas para visitas na área externa do MAOC até o dia 30 de outubro (domingo).

Texto e foto: Khananda Breatiz